Aprendizagem Baseada em Projetos (PBL) em 7 passos

O project based learning, ou aprendizagem baseada em projetos, relaciona a construção do conhecimento à investigação e proposta de soluções para situações reais. Veja o infográfico com 7 passos para aplicar essa abordagem da Educação no novo milênio.

O Project Based Learning (PBL), que significa “aprendizagem baseada em projetos“, aposta na construção de conhecimento por meio de um trabalho longo de investigação que responda a uma pergunta complexa, problema ou desafio. A partir dessa questão inicial, os alunos e as alunas se envolvem em um processo de pesquisa, elaboração de hipóteses, busca por recursos e aplicação prática da informação até chegar a uma solução ou produto final.

A aprendizagem baseada em projetos torna o aprender e o fazer inseparáveis. Aprender com o PBL tem a ver diretamente com a exploração do contexto, a comunicação entre pares e a criação a partir do conhecimento. E é especialmente na etapa final, a produção de resultados, que a tecnologia enriquece o processo: estudantes podem organizar suas descobertas em formatos multimídia, fazendo uso de gráficos e tabelas, vídeos, aplicativos, ferramentas.

A metodologia também ganhou um reforço com o Novo Ensino Médio e a BNCC que colocam em evidência a formação integral de estudantes. Para a última etapa da Educação Básica, a aprendizagem baseada em projetos auxilia na estruturação dos itinerários formativos em suas disciplinas eletivas.

Confira um material exclusivo sobre o Novo Ensino Médio

Docentes e estudantes na Aprendizagem Baseada em Projetos

É importante ressaltar que, nessa metodologia, não cabe ao professor ou à professora expor todo o conteúdo para que, então, a turma comece a trabalhar. São os próprios alunos e alunas que vão buscar os conhecimentos necessários para atingir seus objetivos, contando com a orientação do educador – portanto, um mesmo projeto realizado por grupos distintos pode chegar a resultados completamente diferentes e, inclusive, acrescentar aprendizados diferentes.

Quer um exemplo? Digamos que o objetivo seja incentivar os moradores do bairro a comer de forma mais saudável. Existem dezenas de caminhos possíveis para se atingir essa meta: um grupo pode optar por criar uma horta comunitária, enquanto outro pode desenvolver um aplicativo que mostre onde há comida orgânica mais barata na região.

Portanto, é comum que a Aprendizagem Baseada em Projetos trabalhe a transdisciplinaridade, envolvendo competências e temáticas pertencentes a várias das matérias escolares. As habilidades para o século 21 são desenvolvidas ao longo de toda a jornada – especialmente autonomia, curiosidade, resolução de problemas e comunicação interpessoal.

A Aprendizagem Baseada em Projetos em 7 passos

Aprendizagem Baseada em Projetos infográfico


* Marcela Lorenzoni é especialista em Gestão da Educação no Novo Milênio pelo Instituto Singularidades e bacharel em Comunicação Social pela PUC-PR. Antes de entrar no universo de startups de tecnologia educacional, foi professora de inglês em escolas de idiomas, escolas particulares e no exterior. É apaixonada por protagonismo estudantil, tema que discutiu no Ecosoc Youth Forum, na sede da ONU em Nova York.

Este artigo foi originalmente publicado em 17 nov. 2016 e atualizado em 18 ago. 2020.

Leia mais:

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Bitnami