Banco Mundial alerta que 2 em cada 3 estudantes podem não conseguir ler e compreender um texto simples por conta da pandemia

Segundo a instituição, o índice de pobreza da aprendizagem pode ter aumentado em mais de 20% na região. O relatório também indica as prioridades para reabertura das escolas e as experiências positivas com uso de tecnologias durante este período de isolamento social. Confira:

O Banco Mundial alertou, em relatório publicado na última semana, que o índice de pobreza de aprendizagem na América Latina e no Caribe deve aumentar por conta da pandemia do coronavírus. O dado mais alarmante destaca que 2 em cada 3 estudantes podem não conseguir ler e interpretar um texto simples – um efeito do tempo que as escolas passaram fechadas por conta do distanciamento social provocado pelo COVID-19.

A pobreza de aprendizagem é definida como o percentual de crianças com 10 anos de idade que é incapaz de ler e entender um texto simples. Esse índice pode ter aumentado em mais de 20%, passando de 51% para 62,5%.  O impacto disso vem tanto na defasagem da aprendizagem, quanto também na economia da região.

Além de contextualizar os dados quanto ao impacto na aprendizagem de crianças e adolescentes, o relatório do Banco Mundial também traz observações importantes. Ao analisar as experiências do ensino remoto adotadas por escolas e países da região, a instituição destaca a importância da formação docente e a relação próxima com as famílias.

Confira abaixo os principais trechos extraídos do relatório do Banco Mundial “Agir agora para proteger o capital humano de nossas crianças: Os custos e a Resposta ao Impacto da pandemia da COVID- no Setor de Educação na América Latina e no Caribe”.

Impactos na aprendizagem de estudantes e na economia da região

“A América Latina e Caribe pode ser a região com o segundo maior aumento absoluto de pobreza de aprendizagem: a parcela de crianças que não consegue ler e compreender um texto simples ao terminar o ensino fundamental pode aumentar de uma linha de base de 51% para 62,5%, o que representa aproximadamente mais 7,6 milhões de crianças pobres de aprendizagem.”

“As estimativas iniciais dos efeitos do fechamento das escolas na região são espantosas: essa interrupção pode fazer com que cerca de dois em cada três alunos não sejam capazes de ler ou entender textos adequados para a sua idade. Simulações recentes sugerem que a pobreza da aprendizagem pode crescer em mais de 20%, o que equivale a um aumento de cerca de 7,6 milhões de pobres de aprendizagem, mesmo com um fechamento de escolas equivalente a apenas 70% do ano letivo. […] Quando são usadas outras métricas que incluem a aprendizagem que ocorre na escola e o fechamento das escolas por 10 meses, o que já é uma realidade em vários países da região e uma potencial realidade para muitos outros, os resultados demonstram que as perdas em toda a região podem corresponder a cerca de 1,3 ano de escolaridade ajustada pela aprendizagem (Learning-adjusted years of schooling, LAYS) e que 71% dos estudantes podem ficar abaixo dos níveis mínimos de proficiência estabelecidos pelo exame do PISA.”

“MAIS DE DOIS EM CADA TRÊS estudantes no primeiro ano do ensino médio ou nos últimos anos do ensino fundamental não serão capazes de entender um texto de tamanho moderado.”

“No médio e longo prazos, isso representará perdas significativas de capital humano e produtividade. Os prejuízos na aprendizagem podem traduzir-se em um custo econômico agregado de perda de ganhos de 1,7 trilhão de dólares (em PPP de 2017) para 10 meses de fechamento das escolas. Com mais de 80% dos estudantes abaixo dos níveis mínimos de proficiência, as perdas de aprendizagem prejudicariam fortemente a obtenção de habilidades básicas pelos estudantes em vários países.”

Janela de oportunidades e as experiências do ensino remoto

“Embora os sistemas educacionais da América Latina e do Caribe enfrentem um desafio sem precedentes, esta situação excepcionalmente difícil abre uma janela de oportunidade para que a reconstrução torne os sistemas educacionais ainda melhores, mais eficazes, igualitários e resilientes.”

“A oferta de ensino remoto multimodal deve considerar: com estratégias explícitas para chegar aos grupos mais desfavorecidos e apoiá-los; envolvimento de pais e professores por meio de comunicação interativa; formação de professores; priorização do currículo e estratégias de avaliação de aprendizagem. Estes são impulsionadores críticos de eficácia, de acordo com uma análise em andamento do Banco Mundial.”

“O ensino a distância requer a combinação de habilidades tecnológicas e pedagógicas. Para assegurar que os estudantes tenham apoio pedagógico de alta qualidade, a formação digital deve andar lado a lado com o desenvolvimento profissional continuado, orientação e mentoria dos professores.”

Reabertura das escolas e a necessidade de recuperação dos estudantes 

“A reabertura eficaz também envolve importantes decisões de gestão e pedagógicas. Estas incluem medidas sistêmicas e direcionadas para uma recuperação o mais brevemente possível e correção das perdas de aprendizagem, garantindo que as escolas ensinem no nível correto de todos os estudantes (pós COVID-19). […] A simplificação dos currículos, preservando, porém, certos padrões de aprendizagem, a adaptação dos calendários e cancelamento de exames podem ser medidas necessárias para adaptar o ensino e a aprendizagem à nova realidade. Ao mesmo tempo, os estudantes estão passando por processos de aprendizagem muito diferentes. À medida que as escolas reabrem, os professores se deparam com o desafio de ajustar as aulas às necessidades individuais dos alunos.”

“A manutenção do engajamento dos estudantes e das famílias continuará a ser a prioridade daqui para frente, durante as etapas tanto de fechamento quanto de reabertura das escolas. Alguns países estão implementando ou ampliando sistemas de monitoramento dos estudantes, tais como sistemas de alerta para identificar os alunos em risco de abandono, com grande potencial de trazer impactos significativos no longo prazo.”

“A pandemia da COVID-19 representou a maior crise de todos os tempos para os sistemas educacionais na América Latina e no Caribe, mas também desencadeou uma oportunidade incomparável para mudança. Durante o fechamento e reabertura das escolas os países vêm inovando no enfrentamento dos desafios atuais. Algumas das medidas adotadas durante ou antes da crise podem desempenhar uma função importante após a crise. Por exemplo, a alavancagem do potencial inexplorado da tecnologia da informação e comunicação é claramente uma oportunidade única de avançar para uma nova etapa do desenvolvimento educacional. O uso inteligente de tecnologias da informação e comunicação (TIC) e das intervenções nos dados pode oferecer oportunidades de longo prazo para melhoria da eficiência no uso dos recursos, apoiando, ao mesmo tempo, melhor ensino e aprendizagem, especialmente para os mais vulneráveis, e para uma gestão educacional mais fortalecida.”

Como a Geekie e o Geekie One estão colaborando para o enfrentamento dos desafios impostos pela pandemia do coronavírus

A Geekie, empresa de educação certificada reconhecida no Brasil e no mundo pela aplicação da inteligência de dados na educação, tem contribuído com as comunidades escolares brasileiras no enfrentamento da pandemia.

Bolsas Geekie Games para estudantes de escolas públicas

Para auxiliar os estudantes a continuar se preparando para as provas do ENEM e exames vestibulares, a Geekie renovou a gratuidade do Geekie Games para 20 mil alunos de escolas públicas. Esse é o segundo ano da iniciativa de responsabilidade social, que foi implementada em 2020. 

A plataforma Geekie Games permite ao estudante fazer um diagnóstico personalizado e gera um plano de estudos com base nas disciplinas e temas que o aluno tem mais dificuldade. Essa análise resulta na recomendação de conteúdos essenciais para aprimorar o desempenho do estudante, principalmente em disciplinas sequenciais como Matemática, Química e Física, nas quais o conhecimento é construído a partir de outro prévio. Em 2016, Geekie Games foi selecionado como a ferramenta de estudos oficial para o ENEM e contou com o reconhecimento do Ministério da Educação e Cultura (MEC).  

Para solicitar a bolsa, estudantes devem acessar o link: https://materiais.geekie.com.br/bolsas-geekiegames

“Circuito Geekie”: Compartilhando conhecimentos com todas as escolas

A Geekie também criou o “Circuito Geekie”, um evento com formações e palestras para compartilhar suas metodologias e reflexões com as escolas brasileiras. O evento ocorrerá entre março e junho, com encontros quinzenais e certificação para os(as) participantes.

Confira mais informações e faça sua inscrição gratuita para aperfeiçoar seus conhecimentos:

Para escolas particulares, mais visibilidade com o Geekie One

Para as escolas parceiras da Geekie, a empresa vem evoluindo constantemente o Geekie One, a plataforma de educação baseada em dados que traz mais visibilidade para toda a comunidade escolar. Com ela, gestores(as), diretores(as), coordenadores(as), docentes, estudantes e famílias conseguem enxergar de forma mais clara, rápida e constante o ensino e a aprendizagem acontecendo.

O Geekie One possui relatórios de acompanhamento elaborados para cada ator e atriz da comunidade escolar para trazer mais visibilidade de como o ensino e a aprendizagem acontecem no dia a dia. 

Famílias conseguem acompanhar o desenvolvimento e engajamento de seus filhos e filhas com os relatórios de acompanhamento semanal. Eles trazem mais que visibilidade para pais, mães e responsáveis: os relatórios representam uma fonte importante de diálogo com alunos e alunas e permite que as famílias consigam apoiar os(as) estudantes em suas principais dificuldades ao longo das aulas. 

Já para docentes, o Geekie One oferece relatórios em tempo real. Professores e professoras conseguem acompanhar o desempenho dos estudantes nos exercícios selecionados do banco com mais de 80 mil questões da plataforma ou daquelas atividades, provas e trabalhos que o(a) próprio(a) docente cria no Geekie One. Com essa otimização da rotina, os educadores e as educadoras podem oferecer experiências de aprendizagem mais personalizadas e ativas para motivar e engajar estudantes em suas aulas presenciais e remotas.

A mesma visibilidade é oferecida à gestão e á coordenação. Com seus relatórios, além de verem o desempenho de cada estudante, coordenadores(as), diretores(as) e gestores(as) também acompanham o andamento do planejamento dos(as) docentes. Com esses dados em mãos, eles e elas conseguem ter diálogos mais direcionados com professores(as), famílias e estudantes apontando e apoiando exatamente aqueles tópicos que precisam de reforço para sanar lacunas de aprendizagem.

Por fim, estudantes também se beneficiam com a visibilidade, praticidade e agilidade que o Geekie One traz para suas rotinas. Além de terem todos os conteúdos e comunicações com docentes organizados de forma visível, os alunos e as alunas também têm Planos de Estudos Personalizados para reforçar seus aprendizados ou para ir além em seus estudos.

Confira as experiências das escolas parceiras da Geekie:

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Bitnami