Colégio Lectus: aprendizagem inovadora baseada em projetos

Estudantes da escola utilizaram conteúdos do Geekie One para a pesquisa de seus trabalhos sobre fotossanidade ao longo de todo este ano. Conheça mais sobre este projeto aqui.

O ano de 2020 foi considerado o Ano Internacional da Fotossanidade pela Assembleia Geral da Unesco. Fotossanidade significa saúde vegetal. Plantas saudáveis são a base de toda a vida, pois têm função essencial nos ecossistemas e são fundamentais para a segurança alimentar de todo o planeta. O tema foi considerado tão relevante que serviu de inspiração para o Colégio Lectus, parceiro da Geekie, criar um projeto anual multidisciplinar envolvendo todas as disciplinas da escola para fazer com que os(as) estudantes consigam utilizar todos os recursos que têm para diagnosticar e prognosticar o problema foco do projeto. Todos(as) os(as) alunos e alunas do Ensino Fundamental e dos três anos do Ensino Médio estão participando das ativdades.

A escola adotou o que se chama de Project Based Learning (PBL), que significa “aprendizagem baseada em projetos”. A proposta aposta na construção de conhecimento por meio de um trabalho de investigação que responda a uma pergunta complexa, problema ou desafio (no caso do Lectus é o tema da fotossanidade no Brasil).

A partir dessa questão inicial, os alunos e as alunas se envolveram em um processo de pesquisa, elaboração de hipóteses, busca por recursos e aplicação prática da informação até chegar a uma solução ou produto final. Veja aqui como tudo foi planejado, executado e confira a experiência e participação dos alunos e alunas do professor Almir Alegretti, de História.

Etapas do projeto: pesquisa, escrita e apresentação final

No começo do ano letivo, os(as) estudantes foram divididos em 12 grupos, cada um com um subtema relacionado à fotossanidade: energia sustentável, queimadas, produção x demandas agrícolas, agricultura integrada, uso correto dos agrotóxicos, transgênicos, controle de pragas, agricultura natural, consumos alternativos (PANCs), declínio na expectativa de vida proveniente do consumo de vegetais com alterações na fotossanidade, impactos sociais dos usos incorretos de agrotóxicos e trofobiose. Os professores e as professoras ficaram responsáveis pelo acompanhamento e pelas orientações e avaliações periódicas.

Cada grupo está fazendo pesquisas sobre os subtemas, desenvolvendo um trabalho por escrito e também uma apresentação final, que será exposta em uma mostra cultural na escola, com data prevista para novembro. “Os trabalhos escritos estão sendo desenvolvidos ao longo do ano e devem ser acadêmicos, seguindo normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Já as apresentações finais serão livres. Os alunos e as alunas poderão optar por vários recursos, como vídeos, áudios, entrevistas, entre outros. Durante a mostra, os grupos serão avaliados por bancas com convidados de fora do colégio. O evento será aberto às famílias”, explica Almir Alegretti, professor de História do 9o ano. 

Ensino-Híbrido-na-prática_CTA

Geekie One: a principal fonte de pesquisa 

Almir conta que utilizou o conteúdo do Geekie One como principal fonte de informação para as pesquisas de seus alunos e suas alunas ao longo de todo o ano. “Quando o estudante pesquisa na internet, é muito comum encontrar informações erradas e fazer um entendimento errado do conteúdo. Já quando a fonte de pesquisa é a Geekie, eu sei o que os alunos e as alunas estão vendo. Eu sei o que eles e elas entenderam. Tudo é mais organizado e controlado. Isso ajudou demais. Aliás, continua ajudando, pois o trabalho ainda não terminou”.

O desafio de Almir foi encontrar conteúdos que relacionassem, de alguma forma, a disciplina de História e a fotossanidade. “Aparentemente são temas que não se ‘conversam’, mas foi possível pesquisar no Geekie One informações sobre a economia agrária no Brasil Colônia e na Primeira República. Também tive acesso não só aos conteúdos do 9o ano, mas também do Ensino Médio, como desenvolvimento econômico e a produção agrícola na Idade Média. Tive acesso a tudo que eu precisava”, afirma o professor. Ele ainda complementa: “O que também ajudou muito foram os conteúdos revisionais para o 3o ano do Ensino Médio. São muito atualizados porque visam ao vestibular. E as turmas do 9o ano puderam utilizá-los em suas pesquisas”.

Os trabalhos já estão na fase final. Agora é contagem regressiva para a mostra cultural, que promete ser rica em conteúdo, com muita criatividade.

Leia outros casos de sucesso de escolas parceiras da Geekie:

Conheça o Geekie One, a melhor plataforma de educação personalizada. Peça uma demonstração.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Bitnami