Novo Ensino Médio Geekie One: disciplinas eletivas e projetos para a adequação do segmento

Adequação à Lei 13.415/17, que reestrutura o Novo Ensino Médio nas escolas brasileiras, deve ser feito até 2022. Reforçando a parceria com as escolas, Geekie One lança proposta para implantação do segmento antes de 2022 com disciplinas eletivas e projetos para os itinerários formativos. 

Além de adequar o processo de aprendizagem às diretrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), as escolas de Ensino Médio também têm o desafio de reestruturar esse segmento da educação básica até 2022. A determinação coloca a necessidade de reformular a parte final da educação básica para adequar às novas demandas de formação integral dos(as) estudantes. Para auxiliar as escolas, o Geekie One, a plataforma de educação personalizada da Geekie, tem uma proposta de implantação, com readequação da carga horária, disciplinas eletivas e formação de professores e professoras sem custo adicional para as instituições de ensino.

A necessidade veio com a Lei 13.415/17, que estabelece a formatação do Novo Ensino Médio para todas as escolas brasileiras.  Além do objetivo de desenvolver as competências e habilidades da BNCC ao longo da Educação Básica, as escolas brasileiras também precisam rever suas experiências de aprendizagem e formar adolescentes de forma coerente com as necessidades destes nativos digitais e das demandas do século XXI. 

A adequação, contudo, não precisa ser encabeçada apenas pela gestão pedagógica. O Geekie One pode auxiliar sua escola a entender as possibilidades e implantar uma proposta conectada com as demandas atuais de estudantes e do mundo do trabalho.

Confira o que você irá ler neste artigo:


Carga horária e itinerários formativos: o que muda? 

A principal mudança no Novo Ensino Médio para as escolas é a necessidade de ampliar a carga horária deste segmento: das atuais 2.400 horas para 3.000 horas até 2022 – com possibilidade de ampliação para contemplar o tempo integral. O aumento é justificado: essa ampliação se deve à inclusão dos itinerários formativos, que ocuparão no mínimo 1.200 horas dos estudantes ao longo das três séries, com possibilidades distintas de distribuição dessa carga em horas anuais. 

Essa carga deve ser preenchida por experiências de aprendizagem que conversem com um ou mais dos quatro eixos estruturantes. As disciplinas das áreas de conhecimento continuam pautadas pelas diretrizes da BNCC, mas em 1.800 horas.

Parte do desafio das instituições de ensino com o Novo Ensino Médio é readequar o “currículo comum” denominado formação geral básica, aquele que deve ser pautado pela BNCC e contempla as quatro áreas de conhecimento – Linguagens, Matemática, Ciências Humanas e Ciências da Natureza – de acordo com as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (DCNEM). 

Como a quantidade de horas dedicada a essa parte do currículo passará das atuais 2.400 horas para 1.800 horas, as redes e escolas podem optar por distribuir essa carga horária, em diferentes proporções, ao longo dos três anos do Ensino Médio. 

Quadro Novo Ensino Médio e a proposta de distribuição da carga horária ao longo das três séries do segmento
Exemplos de distribuição da carga horária no Novo Ensino Médio com a proposta Geekie One em destaque.

O outro desafio é a criação dos itinerários formativos organizados por área de conhecimento ou, de forma integrada, por mais de uma área. Também é possível que os itinerários sejam constituídos pela formação técnica e profissional, mas adequados a um dos quatro eixos estruturantes estabelecidos. A proposta de adaptação do Geekie One inclui, para parte dessas 1.200 horas, disciplinas eletivas e projetos que contemplam as exigências da BNCC e da reforma do ensino médio. 


E-Book do Novo Ensino Médio: tudo o que você precisa saber sobre a reforma

A Geekie elaborou e-book com as principais questões e dúvidas sobre a BNCC do Ensino Médio. Ao baixar o material, você também terá acesso a um infográfico com os principais dados do segmento; um bate-papo com a diretora pedagógica da Geekie, Camila Karino, sobre o assunto; e o catálogo com a proposta completa para o Novo Ensino Médio do Geekie One. Faça o download grátis clicando no banner abaixo:

e-book-Novo-Ensino-Médio

Proposta do Geekie One consolida experiências e bagagem da Geekie para estudantes do Novo Ensino Médio

Para apoiar as escolas a oferecerem experiências de aprendizagem atuais e conectadas com as tendências mundiais no Novo Ensino Médio, a Geekie conta com a vantagem que – assim como a atual geração de estudantes – já nasceu em um contexto digital. Reconhecida pelo prêmio internacional WISE como responsável pelo desenvolvimento de uma das iniciativas educacionais mais inovadoras do mundo, a empresa extrapolou os aprendizados de sua trajetória para a sala de aula. 

Ao unir educação, tecnologia, impacto social, desenvolvimento socioemocional e outras esferas importantes para os(as) estudantes, as eletivas do Geekie One trazem experiências de aprendizagem atuais e conectadas com as tendências mundiais para alunos e alunas do Novo Ensino Médio.

Em entrevista à Folha de S.Paulo, Claudio Sassaki, mestre em Educação pela Universidade de Stanford, CEO e cofundador da Geekie, destacou a importância dessas novas oportunidades para estudantes e reforçou o cuidado necessário para que essas disciplinas não se transformem em meros conteúdos, sem a devida reflexão e aprendizagem ativa condizente com os estudantes do ensino médio.

Camila Karino, diretora pedagógica da Geekie, faz coro com o cofundador. “Os itinerários formativos não podem ser encarados como reforço, revisão ou atividades livres. Eles têm um propósito e dão a liberdade de escolha ao estudante do ensino médio para que se aproximem mais do que realmente interessa para suas formações”, disse a diretora ao apresentar a proposta para as 50 escolas que adotam a nova dinâmica pedagógica da Geekie, o Geekie One.


Eletivas Geekie One para o Novo Ensino Médio

Disciplinas eletivas Geekie One -  Faça acontecer um Novo Ensino Médio - Proposta Geekie One 2021

EDUCAÇÃO DIGITAL: Riscos e oportunidades da vida on e off-line

A primeira disciplina é a de Educação Digital, baseada na disciplina homônima exclusiva do Geekie One. Pautada nos riscos, desafios e oportunidades que o mundo digital apresenta para crianças e adolescentes, a disciplina já é oferecida pelo Geekie One para os anos finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio.

Além do conteúdo hiperatualizado e dinâmico, os professores e professoras também contam com formações especiais para introduzir as rotinas ativas da disciplina para que eles e elas se sintam seguros para abraçar as discussões dos diversos temas que compõem a Educação Digital.

Os temas desenvolvem uma ótica crítica e construtiva de como abordar as necessidades de conscientização do uso das muitas ferramentas que o mundo on-line e off-line oferece para os nativos digitais.

Leia mais: Educação Digital: É papel da escola?

Com o enfoque necessário a esta etapa da educação básica, a disciplina eletiva de Educação Digital tem o objetivo de desenvolver competências como empatia, pensamento crítico, colaboração, argumentação e autonomia. Ela se enquadra nos eixos estruturantes do ensino médio de Mediação e Intervenção Sociocultural e Investigação Científica

Para Marcello Franceschi, professor de Educação Digital no Colégio AZ Bilíngue (Bragrança Paulista), os alunos e as alunas da disciplina se mostram mais interessados na aprendizagem por haver uma relação maior com o cotidiano deles. 

“Esses temas envolvem o cotidiano dos alunos e normalmente geram reflexão. Com as rotinas e metodologias ativas, percebemos que os e as estudantes têm desenvolvido um pensamento crítico maior, o que é visível nas redações que eles e elas fazem. Temos um aluno que, em 2018, no tema de redação do Enem, até propôs como proposta de intervenção e solução que mais escolas, inclusive públicas, tivessem programas de Educação Digital para que outros alunos saibam se movimentar neste ambiente virtual”, conta o professor.

Franceschi, além de outros(as) docentes de escolas que adotam o Geekie One participaram das formações exclusivas para a apropriação do conteúdo e das estratégias pedagógicas da disciplina de Educação Digital.


EMPREENDEDORISMO SOCIAL: Impactos no meio social e nova visão de negócios

A segunda disciplina, Empreendedorismo Social, é desenvolvida com o apoio da aceleradora de negócios sociais Artemísia e as experiências da Geekie em negócios de impacto social a partir de parcerias público-privadas – como a firmada com o Ministério da Educação, em 2016, para o “Hora do Enem”.

O objetivo central da disciplina é o apoio aos estudantes no desenvolvimento de habilidades empreendedoras que os e as impulsiona a transformar e impactar o meio social no qual estão inseridos e inseridas. Nesta disciplina eletiva que atende aos eixos de Empreendedorismo e Mediação e Intervenção Sociocultural, estudantes poderão desenvolver competências como respeito às diversidades, organização e planejamento e resolução de problemas. Além de ter a oportunidade de refletir acerca de seu projeto de vida.

Alguns dos temas de estudo dos(as) estudantes vêm da própria expertise da Geekie como responsabilidade empresarial e inovação e sustentabilidade; e da Artemísia, aceleradora que orientou a Geekie em seu crescimento inicial.  No decorrer do curso, estudantes serão incentivados a pensar criticamente sobre o meio em que estão inseridos, refletir sobre possibilidades de transformação social, conhecer empresas de impacto social, além de vivenciar o voluntariado e a pensar novos negócios. No final da disciplina, os alunos e as alunas elaboram um projeto de impacto social para ser aplicado em sua comunidade.


CRIATIVIDADE E INOVAÇÃO: Para além da programação

A terceira disciplina eletiva que contempla parte da proposta do Geekie One para os eixos estruturantes é a Criatividade e Inovação. Inspirada nos fundamentos de Design Sprint, metodologia usada pela Google para desenvolvimento de produtos e soluções. 

A disciplina traz as competências necessárias para lidar com os desafios e as oportunidades que estão envolvidos no processo criativo de desenvolvimento, na concepção e na divulgação de produtos, além de estimular, ao longo da disciplina, a criatividade e o desenvolvimento de uma mentalidade de designer para propor soluções inovadoras para problemas diversos.

Neste sentido, a disciplina busca desenvolver o espírito de cooperação, além da habilidade em solucionar problemas por meio de processos criativos e investigativos dentro dos eixos estruturantes de Investigação científica e Processos criativos.


PROJETO DE VIDA: O que seu(sua) estudante quer ser quando crescer?

Inspirada na disciplina de Stanford e no livro “Designing your life: how to build a well-lived joyful life” (Burnett & Evans), trouxemos para os(as) estudantes do Novo Ensino Médio uma oportunidade para que desenvolvam autonomia para desenhar o percurso da própria vida e identificar seus principais desafios, aptidões, sonhos e ambições para definir estratégias que os ajudem a se tornarem a pessoa que desejam ser.

Projeto de Vida tem como proposta introduzir o método do design thinking – utilizado largamente para a criação de soluções eficazes para diversos problemas do nosso dia a dia – na sala de aula, a fim de ajudar estudantes a traçar os planos da própria vida, para compreenderem melhor cada uma das opções e terem a possibilidade de se aprofundar em uma jornada de amadurecimento, autoconhecimento e planejamento para transformar sonhos em realidade.

A disciplina foi elaborada contemplando os eixos estruturantes Processos criativos e Empreendedorismo e trabalha as competências da BNCC:

  • Conhecimento;
  • Pensamento crítico;
  • Autogestão;
  • Autoconhecimento e autocuidado;
  • Comunicação;
  • Empatia e cooperação;
  • Responsabilidade e cidadania

Além das competências gerais, a disciplina também contribui com o desenvolvimento de outras competências e habilidades socioemocionais como:

  • Tomada de decisões responsáveis;
  • Organização e planejamento;
  • Autocontrole;
  • Autonomia;

CIDADANIA DIGITAL: Engajamento e responsabilidade em um mundo cada vez mais digital

Após formar estudantes para compreender os riscos, desafios e oportunidades do mundo digital na eletiva Educação Digital, agora, damos um passo além, formando estudantes para o exercício da cidadania (digital). Inspirada nos nove elementos da cidadania digital que compõem o livro “Digital Citizenship in Schools“, de autoria de Mike Ribble em parceria com a International Society for Technology in Education, aprofundamos em direitos, deveres e discussões sobre ética e atuação no mundo digital.

O conteúdo de Cidadania Digital – focada nos eixos estruturantes Mediação e intervenção sociocultural e Investigação científica tem por objetivo ir além da formação em empatia, colaboração e reconhecimento dos dilemas do mundo digital para trazer responsabilização para o dia a dia dos(as) estudantes. Nesta etapa, alunos e alunas terão oportunidade de compreender e aplicar de forma prática todos os elementos que compõem a cidadania, como uso ético e responsável da rede, os direitos e deveres envolvidos, comunicação efetiva e acessibilidade.


SMART: Potencializando estudantes para o mundo

Em Smart, um acrônimo para socioemocional, mediação, autonomia, resiliência e transformação, estudantes terão oportunidade de colocar em prática o exercício do autoconhecimento, da mentalidade de crescimento e do gerenciamento das próprias emoções.

A partir disso, desenvolverão autonomia para fazer escolhas diante das diversas e incertas situações ao longo de sua trajetória de desenvolvimento para, ao fim, verem-se como parte de um processo de transformação não apenas interno, individual, mas também externo, em relação à comunidade e ao mundo.

Smart foi construída a partir da percepção de que estamos educando estudantes para empregos que possivelmente ainda não existem e para desafios que ainda não podemos prever. Um grande exemplo de desafio é a pandemia pelo Covid-19.

Elaborada para atender os eixos estruturantes Empreendedorismo, Processos criativos e Mediação e intervenção sociocultural, seu propósito é o desenvolvimento de habilidades e competências socioemocionais a partir de desafios práticos, em que a concepção dessas habilidades parte do que foi vivenciado e não apenas de conceitos trazidos de forma teórica.


Cardápio de projetos dos itinerários formativos Geekie One

Para a construção dos itinerários formativos e para possibilitar a autonomia dos(as) estudantes, a equipe pedagógica do Geekie One elaborou um cardápio de temáticas de projetos para serem trabalhadas com a metodologia do Project Based Learning (PBL – Aprendizagem Baseada em Projetos). Esse cardápio contém:

  • 2 projetos para cada área do conhecimento, com um total de 8;
  • 4 projetos integrados.

Assim, o Geekie One e suas escolas parceiras possibilitam escolhas autônomas pelos(as) estudantes de temas e também de área do conhecimento que irão focar. Com os projetos integrados, cada grupo, de forma autônoma, pode também construir os conhecimentos relacionados àquela temática proposta, com foco em uma ou mais áreas do conhecimento de seu interesse de aprofundamento.

Faça o download de nosso Catálogo Geekie One Novo Ensino Médio para conferir o cardápio completo de projetos e mais informações sobre a proposta do Geekie One para o segmento.

Você também pode pedir uma demonstração de nossa plataforma de educação personalizada e conhecer todos os benefícios que o Geekie One pode levar para sua escola. Clique no banner abaixo para solicitar a demonstração:

Conheça o Geekie One, a melhor plataforma de educação personalizada. Peça uma demonstração

Leia também:

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Bitnami