Seis dicas para você ajudar seu(sua) filho(a) a se preparar para a prova de redação do Enem e dos vestibulares

Seu filho tem dificuldade para escrever redações? Sua filha fica em dúvida sobre como abordar temas atuais? Redigir não é uma tarefa fácil, ainda mais se for em uma prova do Enem e de outros vestibulares. Aqui nós preparamos seis dicas para você ajudar os(as) estudantes a tirar boas notas.

Muitos(as) estudantes têm medo da prova de redação do Enem e de outros vestibulares. Calma! Essa prova não é um bicho papão! Para atingir uma boa nota, é preciso que o(a) aluno(a) se dedique ao estudo ao longo de todo o ano. É um desafio e tanto! Além das aulas na escola, pais, mães e responsáveis também podem dar apoio ao seu filho ou à sua filha nessa missão em casa. Nós preparamos seis dicas para você. Veja a seguir.

As competências da BNCC_CTA2

1. Incentive a boa leitura

Estimule seu filho ou sua filha a ler bons livros, sejam em versões em papel ou digital. Também vale a leitura de jornais, revistas e blogs. A leitura faz com que se amplie o conhecimento do vocabulário e das regras gramaticais.

Além disso, a boa leitura traz o conhecimento sobre temas variados, o que é muito importante para que o(a) estudante aumente o seu repertório sociocultural e o pensamento crítico ao formular seu ponto de vista ao redigir uma redação. Para ficar bem informado(a), vale também acompanhar o noticiário em telejornais, podcasts e outras mídias. Mas atenção: sempre fuja das fake news.

2. Debata sobre temas da atualidade

Converse com os(as) jovens sobre os acontecimentos nacionais e internacionais mais relevantes. Temas da atualidade que geram discussões na sociedade podem se tornar temas das provas de redação. Pesquisem juntos sobre esses assuntos que estão em alta nas mídias impressa e digital. Depois, discutam sobre esses temas, os prós e os contras, os diferentes pontos de vista possíveis. É uma boa forma de desenvolver a capacidade de organizar e relacionar informações, e o poder de argumentação com clareza e objetividade –  competências tão importantes que serão avaliadas no texto dissertativo.

3. Estimule a escrever, escrever e escrever

A prática é essencial para que seu filho ou sua filha aprimore suas habilidades de escrita. Não adianta dominar os assuntos que estão em todos os noticiários se o(a) estudante não consegue pôr no papel suas ideias de forma organizada. Portanto, quanto mais vezes ele ou ela escrever, mais chances tem de ter êxito na redação. O ideal é treinar uma vez por semana, no mínimo. Uma boa dica é selecionar temas de provas passadas do Enem e treinar as redações.

4. Ajude a gerenciar o tempo

A redação não deve demorar mais do que 1 hora e 15 minutos para ser realizada, por isso administrar o tempo para produzi-la é muito importante. E você pode ajudar seu filho ou sua filha. Faça simulados com ele ou ela. Cronometre o tempo, mas não apenas isso. Auxilie na organização desse tempo. O projeto e o rascunho da redação não podem tomar mais do que 30 minutos. E o texto final pode ser feito entre 15 e 20 minutos. E ainda tem que sobrar um tempinho no final para revisar e passar o texto a limpo.

5. Faça uma revisão com críticas construtivas

Outra dica que poderá ajudar o(a) adolescente é sempre revisar junto com ele(a) a redação depois de pronta. Procure identificar os erros de ortografia, pontuação, concordância e regência, sempre indicando-os para seu filho ou sua filha. Esses erros são considerados graves! Caso você não seja um(a) expert em gramática, questione. Isso ajuda também a consolidar os conhecimentos sobre Linguagens e Língua Portuguesa. Se alguma palavra te soar estranha (na escrita ou até na forma como foi usada), estimule seu filho ou sua filha a consultar um dicionário ou rever seus estudos de gramática.

Peça para evitar também gírias, clichês e abreviações que costumam ser usadas em bate-papos na internet. Observe se a ideia foi bem colocada, com coesão, coerência e bem argumentada. Se o texto estiver confuso, peça para ele ou ela reescrever seguindo suas orientações. Ou pontue as falhas e peça para que o(a) estudante converse também com o(a) professor(a) sobre as dificuldades e problemas na escrita.

6. Relaxar também é importante

Seu filho ou filha costuma ficar muito ansioso(a) nas provas, especialmente na de redação? Uma boa dica para conseguir se acalmar é praticar exercícios de respiração. Os praticantes de yoga se utilizam dessa prática para tranquilizar e esvaziar a mente. Pratiquem juntos! Inspire lentamente e expire no dobro do tempo. Se inspirar por 5 segundos, solte a respiração em 10 segundos. Além de relaxar, oxigena bem o cérebro. E com os pensamentos acalmados, o rendimento na redação será melhor.

Leia também:

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Bitnami